Qual a diferença entre NOPAT e EBITDA?

Qual a diferença entre NOPAT e EBITDA?

Entender qual a diferença entre NOPAT e EBITDA é essencial para toda empresa que quer ter uma boa gestão ou todo investidor que quer analisar a saúde financeira de um negócio sem precisar de uma ferramenta valuation online. Afinal de contas, entender o valor de uma empresa é vital para decidir investir nela ou não, uma vez que a gestão de um negócio está intimamente ligada ao quanto ele vale e pode valorizar.

Por exemplo, você preferiria entregar uma empresa na mão de um profissional formado, com mestrado e doutorado em Administração de Empresas e que tem um currículo invejável e ótima experiência, ou na mão de uma criança que não entende nada do assunto? É por isso que é importante entender qual a diferença entre NOPAT e EBITDA, uma vez que isso ajuda a reconhecer quem sabe fazer uma boa gestão e quem não sabe.

Quer aprender qual a diferença entre NOPAT e EBITDA? Então siga a leitura do artigo abaixo com atenção!

Qual a diferença entre NOPAT e EBITDA?

Para poder entender qual a diferença entre NOPAT e EBITDA, precisamos em primeiro lugar definir os dois conceitos. Por isso, vamos lá!

NOPAT é uma sigla que vem de Net Operating Profit After Taxes. Ou, em português, é algo como Lucro Operacional Após Impostos. No Brasil, um país em que as empresas ficam 2.000 horas trabalhando com impostos para lidar com todas as suas exigências, saber calcular o impacto disso é essencial para investidores e gestores.

Já o EBITDA é um indicador que mostra os Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization, ou, em português livre, Ganhos Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização.

Na prática, é um indicador de desempenho que mostra o lucro da empresa antes que gastos administrativos incidam sobre a sua operação. Basicamente, o EBITDA mostra somente o lucro operacional da empresa, considerando tudo que ela fatura com empresas e todos os gastos considerados em sua produção, incluindo funcionários.

NOPAT x EBITDA

É claro que empreendedores e empresários gostam de usar dados e valores para comparar gestões e entender o que está funcionando ou não em suas empresas. Nesse sentido, compreender o que é NOPAT e EBITDA não é o suficiente. É preciso saber usar as informações.

Na prática, o NOPAT e o EBITDA podem, juntos, garantir uma visão mais completa para o gestor ou empreendedor. Na prática, esse tipo de informação ajuda a compreender qual é o nível de perdas financeiras que a sua empresa tem após a aferição do lucro operacional. Por exemplo, suponha que a sua empresa tenha um EBITDA de R$ 50 milhões. No entanto, o seu NOPAT é de apenas R$ 20 milhões. Isso significa que R$ 30 milhões foram perdidos em taxas, depreciação de ativos e muito mais.

Por isso, normalmente o EBITDA é mais indicado para quem faz a análise financeira de empresa e quer entender qual a capacidade operacional daquela empresa. Afinal de contas, seu objetivo é medir somente a margem de lucro do negócio com base na sua operação: venda e produção.

Já o NOPAT é aquele que mostrará qual é o impacto de gastos administrativos que o negócio tem, incluindo impostos, juros de financiamentos, parcelas de dívidas e muito mais. Isso ajudará a mostrar o quão verdadeiramente boa é a gestão do negócio e o quanto ela perde com gastos desnecessários.

Como calcular o seu NOPAT?

Se você calcular o seu NOPAT, o EBITDA pode ser o ponto de partida. Afinal de contas, o objetivo é calcular  todo o seu lucro operacional, considerando aí tudo que a empresa faturou e gastou para produzir seus produtos.

O próximo passo é entender quais foram os gastos não-operacionais, como:

  • impostos;
  • juros de empréstimos ou financiamentos;
  • depreciação de ativos (muito usada por indústrias cujo maquinário se deprecia com o tempo muito mais rapidamente);
  • amortização de dívidas ou empréstimos.

Pronto! Depois de juntar todas essas informações, será possível comparar o EBITDA e o NOPAT e entender quanto de dinheiro foi embora nessas despesas não operacionais.

Isso ajudará a compreender melhor o que a sua empresa pode ou deve fazer para começar a ter uma vida financeira mais confortável. Com esses conhecimentos, ficará mais fácil entender se o empréstimo é ́ o que está pesando ou são os impostos ou juros da parcela. Assim, sua gestão ganhará uma ferramenta mais poderosa para entender cada cenário.

Como melhorar essas métricas na sua empresa?

Basta entendê-las e agir para reduzir cada fator negativo. Um exemplo é a elisão fiscal, que permite pagar menos impostos legalmente.

Agora que você aprendeu qual a diferença entre NOPAT e EBITDA, pode fazer uma melhor gestão de negócios ou de seus investimentos. Afinal, com essa métrica, você pode analisar melhor a saúde financeira de um negócio e classificar a sua gestão como bem sucedida ou não. Isso porque esse indicador de desempenho ajuda a traduzir o quão viável e eficiente é uma operação.

Gostou do conteúdo? Então comente abaixo dizendo qual é o NOPAT da sua empresa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saiba como solicitar empréstimo com score baixo!
This is default text for notification bar