Como a educação pode interferir na formação de um cidadão?

Como a educação pode interferir na formação de um cidadão?

A escola desempenha dois papéis básicos na sociedade: socialização e democratização da aquisição de conhecimentos e promoção da construção moral e ética dos alunos. Esses papéis constituem a formação dos alunos, formando o seu senso crítico e o potencial para transformar a si mesmos e a sociedade.

O papel das escolas no cultivo dos cidadãos é essencial para o funcionamento normal da sociedade. Todo educador e toda instituição de ensino fundamental devem prestar atenção especial a esse propósito social, e este princípio deve guiar todas as fases do processo de aprendizagem depois que a base curricular comum nacional for aprovada.

Neste artigo, você aprenderá mais sobre a situação das escolas, faculdade e de Cursos Online com certificado dentro da educação cívica e o papel dos educadores na formação de alunos para lidar com os desafios da vida adulta e o que fazer depois da escola.

O papel da escola dentro da formação do cidadão

A escola atua em várias áreas possíveis que crianças e adolescentes formam como um todo. Continue lendo e aprenda mais sobre a importância e o papel das escolas na formação da sociedade:

As crianças são o futuro da sociedade

Trabalhar por um futuro melhor, por uma sociedade mais justa e por um país mais próspero envolve inevitavelmente investimento direto nas gerações futuras, nomeadamente nas crianças.

Como futuros cidadãos, as crianças devem aprender seu lugar no mundo desde o início de sua vida social, quais são seus direitos e deveres (e como lutar por eles) e a importância de formar opiniões críticas e participativas. Sociedade, país e mundo.

Nesse processo, a criança é inserida em sua própria história e meio social, e também se tornará agente. A escola deve cooperar para que o filho mais novo aprenda a sobreviver e sobreviver nesse ambiente, a absorver o funcionamento das instituições, a forma como o conhecimento é construído e o espaço de transformação que temos.

Portanto, o foco do trabalho educativo é a assimilação da cultura e do conhecimento, o que levará à formação histórica e social necessária para que novos cidadãos entendam o contexto em que existem e como se tornam agentes históricos.

O desenvolvimento da individualidade

Podemos definir que a escola é o principal meio de socialização fora da família. Ela é um dos principais espaços de construção da personalidade de cada pessoa. 

Portanto, a socialização escolar é fundamental para o cultivo da autonomia das crianças, que aprendem a copiar as relações sociais e, a partir da convivência, buscam estabelecer seu próprio modo de pensar e sobreviver em sociedade. 

Pensamento crítico 

Uma vez consolidados os conhecimentos básicos sobre o funcionamento da sociedade, o papel da escola é estimular o pensamento crítico, a autonomia, a colaboração e cooperação e a tomada de decisões entre os indivíduos. Essas são as competências necessárias para os futuros cidadãos no curso de sua história como agentes.

A escola pode atingir esse objetivo promovendo o debate e a discussão com um conhecimento rigoroso e de excelência, incentivando os alunos a desenvolverem seus próprios projetos, incentivando-os a ingressar na vida acadêmica e usando isso como base para a produção de conhecimento, como veremos adiante.

Entenda sobre a motivação

O trabalho de tornar os alunos mais autônomos, independentes e críticos já faz parte da preparação da escola para a formação e se tornou um gatilho natural para o interesse em continuar estudando e investindo na vida acadêmica.

Principalmente na terceira série do ensino médio, deve ser comum falar sobre carreiras, especializações e cursos universitários. Além de estimular uma boa orientação profissional por meio de atividades e programas especiais, os professores também devem informar os alunos sobre o processo seletivo, as bolsas e o ENEM.

ENEM e vestibulares

Além de obter bolsas de estudo e auxílio financeiro ao aluno, as escolas devem preparar palestras específicas e inserir algum tempo nos cursos regulares para explicar e responder às dúvidas dos alunos sobre os exames de admissão e o processo geral de seleção. Um dos principais focos deve ser o ENEM, principal porta de entrada do ensino superior no Brasil.

Orientação profissional

Se houver psicólogos e consultores profissionais entre o corpo docente e o pessoal da escola, a preparação psicológica dos alunos e o processo de escolha de cursos superiores e carreiras podem formar uma boa aliança com o curso. 

Os professores e departamentos de coordenação devem encorajar os alunos a buscarem conselheiros e organizar reuniões esporádicas regulares para supervisão mais próxima.

Feiras de profissões

As escolas podem organizar feiras de empregos ao longo do ano ou fornecer recursos para organizar viagens curtas e levar alunos a feiras de empregos em faculdades. Este horário é uma ótima maneira de aproximar os alunos do ambiente universitário e dos cursos práticos, para poder conversar com os alunos do curso e com os profissionais formados.

Outra forma fácil de divulgar essa experiência nas escolas é organizar um evento e convidar ex-alunos da instituição que participaram de diversos tipos de solenidades de formatura para conversar com alunos do ensino médio.

O pós-escola

A formação de cidadãos e adultos vai muito além do vestibular e das definições profissionais. É preciso orientar os jovens para o enfrentamento dos desafios trazidos pela enorme autonomia proporcionada pela vida adulta como um todo.

Agora, os alunos enfrentam enormes desafios na vida: escolher um diploma, às vezes saindo de casa, mudando-se para outra cidade e tendo que lidar com muitas mudanças rapidamente em um ambiente desconhecido.

A responsabilidade de amenizar os solavancos e eventuais problemas é não só da família, mas também da escola, que conta com estrutura e apoio para dar orientação profissional.

Estas orientações podem ser no curso, através de palestras e seminários sobre este momento de transição, ou através de trabalhos e projetos extracurriculares que podem ser desenvolvidos, como seminários de cidadania e responsabilidade cívica, Cursos Online de empreendedorismo e projetos de vida, etc.

Seu objetivo é também mostrar as infinitas possibilidades que podem ser percorridas na vida, ajudar a diminuir a importância do momento de escolha no vestibular e dar uma perspectiva mais ampla sobre o que é possível na vida e em que apostar.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saiba como solicitar empréstimo com score baixo!
This is default text for notification bar